Meu blog

  Como atriz, palhaça e mestranda na área de Estudos Literários, pretendo abordar  neste blog, principalmente,  todo  processo de montagem sobre a  obra O avarento, do dramaturgo francês Molière pelo meu grupo teatral Palhaços Trovadores. Este novo projeto nos foi apresentado por Marton Maués, nosso diretor artístico, que terá este processo de criação como objeto de pesquisa ao Doutorado em Artes Cênicas pela UFBA. Esse processo tem como um dos pressupostos teóricos a linha de pensamento chamada  Processo Colaborativo.

   Cecília Almeida Salles (1998) diz em sua obra Gesto Inacabado: processo de criação artística que o foco de atenção do crítico genético é o processo de criação da obra e que, para tal, é fundamental toda atenção sobre os “rastros” deixados pelos criadores, pois estas “pegadas” serão fundamentais para o entendimento da obra.

   Por isso, valendo-se da importância que o Ciberespaço, “novo meio de comunicação que surge da interconexão mundial dos computadores”  (LÉVY, p. 17) exerce na conjuntura atual, o processo de criação de O avarento será descrito, divulgado e compartilhado por meio dos blogs (diários pessoais virtuais) dos atores participantes deste processo de montagem.  Eis aqui o meu!!

 Pretendo também aproximar essa obra francesa à uma outra obra, esta brasileira, O santo e a porca, de Ariano Suassuna., pois ambas giram em torno da temática da avareza. E estão situadas no gênero comédia.

 Uma breve justificativa:

  Com a elaboração de meu Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), Intitulado “Palhaços Trovadores et Molière: la construction d’un personnage féminin” (Palhaços Trovadores e Molière: a construção de uma personagem feminina), cujo trabalho objetivava estudar e analisar a construção da personagem Angélique (a construída por mim) no texto dramático Le malade imaginaire de Molière e na sua adaptação pelos Palhaços Trovadores – O hipocondríaco, abrangendo, desde o estudo do texto teatral, como literatura, até a linguagem dramática propriamente dita. Além disso, tinha como propósito, trazer a discussão acerca do Teatro, enquanto espetáculo, para a Academia. No processo de elaboração do meu TCC, também fui levada ao mundo vasto da Internet, através de interfaces que são, segundo Lévy (1999) “aparatos materiais que permitem a interação entre o universo da informação digital e o mundo ordinário” (p.37). Através dela, pude conhecer Leonardo Gonçalves, um dos tradutores do Le malade imaginaire, estabelecendo com ele um diálogo através de seu blog e e-mail.

  Além disso, a maior parte do referencial teórico que obtive foi oriundo das minhas pesquisas no mundo enciclopédico que é a Internet, do ponto de vista da leitura, particularmente. Então é inegável constatar a grande importância que ela exerce no mundo atual, pois “parte do sucesso da nova tecnologia deve-se ao fato de reunir num só meio várias formas de expressão, tais como texto, som e imagem” (Marcuschi, p. 13).


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: